Mochilando Nas Viagens, aventuras wanderlust e ecdemomaníacas pelo mundo.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

PENEDO: Uma bela parte da Europa entre São Paulo e Rio de Janeiro

Com bônus para Resende e Parque Nacional do Itatiaia


 


Mais um ano novo. E 2017 começou cheio de mudanças e, ainda tem muito mais por vir... algo que só melhora cada vez mais ... as viagens... quanto mais melhor... E a primeira do ano foi para a Finlândia Brasileira, o Distrito de Penedo, no Rio de Janeiro. Meu namorado Bruno e eu ficamos hospedados em Resende, cidade ao lado e passamos um agradável final de semana na região, visitando também o Parque Nacional do Itatiaia.


Para esta viagem alugamos um carro, pois como os lugares a serem visitados ficam distantes um do outro, essa opção foi a mais viável e, comprovadamente a mais acertada, pois aproveitamos melhor nosso tempo.



Saímos de São Paulo, no sábado dia 14 de janeiro bem cedinho, com direção à Resende/RJ, via Rodovia Presidente Dutra. Por volta das 11h, chegamos e seguimos em direção ao local onde conseguimos uma cortesia; nos hospedamos no Hotel Castel Plaza, bem localizado, proxímo a saída da Rodovia.



Optamos por ficar em Resende pensando em economia, ficar longe do burburinho e foi a melhor coisa:  estavamos perto de tudo e com opções mais baratas ao lado. Enfim, tudo muito mais tranquilo e o hotel nos surpreendeu. Banheiro enorme, chuveiro gostoso, tudo limpinho, quarto impecável, internet, opção de jantar, salão de jogos, segurança, atendimento personalizado, amplo estacionamento e depois, na manhã seguinte, um esplendoroso café da manhã, logo para mim que amo comer... me dei muito bem... 

Bom, depois de nos acomodarmos, seguimos para almoçar em Penedo e conhecer o lugar. Olhando pelas fotos e pesquisas na internet, achava o lugar muito peculiar, com sua arquitetura europeia, muito chocolate e opções de passeios. Realmente a Vila é muito linda, acolhedora, mas é passeio para um dia.

Procure sempre e muito bem por refeições mais em conta ou opte por pagar um pouco mais e se deliciar com a culinária local (especialmente a truta) que realmente é excelente e caprichada. Nós preferimos um restaurante fora da rua principal e comemos picanha na pedra + acompanhamentos por R$59,90 e estava muito bom para nós dois.




Depois de encher a pança, conhecemos os pontos turísticos do Centrinho: Shopping Vale dos Duendes, Fábrica de Chocolate (só vimos por fora, estava sem poder comer chocolate, então não quis cair em tentação), Shopping, Vila e Praça Pequena Finlândia (Conhecido como Casa do Papai Noel). E não entramos, mas ficam próximos: Shopping do Esquilo, Casa das Pedras, Artesanatos Eeva, Orquidário Orquídeas Penedo, Museu Finlandês e Clube Finlândia. E um lugar que queríamos visitar e não conseguimos é o Pico do Penedinho, que necessita de autorização da Casa de Chocolate para subir, só que o horário para pegar o ingresso era até as 13h e chegamos depois.


Muitas fotos, comprinhas das minhas lembrancinhas: imã de geladeira e copinho de shot, seguimos para as cachoeiras que ficam fora da área urbana (lembra que falei da sorte do carro, ainda bem, rsrs).


Não muito longe, vamos seguindo o Rio das Pedras, suas corredeiras e pequenas quedas até o Alto Penedo. Toda a área é bem movimentada e o caminho achamos muito ruim, cheio de buracos, além do local não ter como estacionar. literalmente carros jogados pelos dois lados, mas mesmo assim, conseguimos estacionar e fomos visitar o Poço das Esmeraldas. Nenhum segurança  ou guarda-vidas havia por perto, apesar de ter subido um carro da guarda civil, que parou, olhou e depois foi embora. Mesmo sendo bem legal o poço e gelado, achamos o lugar muito “jogado” por ser turístico e decidimos nem seguir em frente, afinal mal dava pra tirar foto, nos decepcionamos pelo conjunto da obra e voltamos para o Castel Plaza Hotel.



Mas para quem tiver disposição, a região conta ainda com a Cachoeira de Deus, Cachoeira Três Bacias,Três Cachoeiras, Cachoeira do Tangará, as Cachoeiras do Rio Palmital (Vale do Ermitão ) e Serrinha do Alambari (a caminho de Visconde de Mauá).




Bom, de volta à Resende, optamos por descansar e na manhã de domingo, após o delicioso e farto café da manhã, tiramos algumas fotos em frente a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e seguimos direto para o Parque Nacional do Itatiaia. Já tinha ligado para lá durante a semana e coletei as informações básicas: sem a contratação de um guia, podemos fazer todas as trilhas e visitar os atrativos da Parte Baixa do Parque e a entrada custa R$16,00 para brasileiros natos. Pagamos a taxa e seguimos direto para as atrações. São alguns quilometros, mas se você está com tempo e disposição, sem problemas. Nós, seguimos de carro.



E, aqui só visitamos pois a água também estava bem gelada: o Complexo Maromba, que compreende a Cachoeira e Piscina Natural do Maromba, a Cachoeira Itaporani (infelizmente o acesso estava fechado), a Cachoeira Véu de Noiva, Lago Azul e podemos apreciar a Vista do Mirante do Último Adeus. O passeio dentro do parque nesta Parte Baixa também não é tão logo e lá pelas 14h saímos do parque e fomos procurar um lugar legal para almoçar. Na verdade, no caminho do parque, há alguns restaurantes com preços bem camaradas.


Depois de nos deliciarmos com a truta local, é hora de voltar para São Paulo, ficar com gostinho de quero mais e já pensando na próxima trip: Carnaval... 


Vamos ki Vamos, @MochilandoNasViagens? :-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário